Sua pesquisa

Sérgio Jucá assume Procuradoria Geral de Justiça de AL após afastamento de Márcio Roberto

Cidades Geral

Sérgio Jucá assume Procuradoria Geral de Justiça de AL após afastamento de Márcio Roberto

Compartilhar

Continua depois da Publicidade

O procurador-geral de justiça interno do Ministério Público Estadual de Alagoas (MPAL), Márcio Roberto Tenório de Albuquerque, afastou-se do cargo, nesta sexta-feira (13) para disputar a chefia da instituição. Em seu lugar, assume o posto o subprocurador-geral judicial, Sérgio Jucá. O pleito para a escolha do novo procurador-geral de justiça acontecerá no próximo dia 17 de abril.

O pedido de afastamento foi protocolado na tarde dessa quinta-feira (12) e encaminhado ao subprocurador-geral judicial, Sérgio Jucá, que, por lei, assume a chefia do Ministério Público quando o subprocurador-geral administrativo institucional se afasta. Márcio Roberto, que ocupava essa última função, assumiu a Procuradoria-Geral de Justiça no dia 3 de março, após a renúncia do então procurador-geral, Alfredo Gaspar.

A eleição

O pleito que vai eleger a lista tríplice dos candidatos ao cargo de procurador-geral de justiça, de acordo com a Resolução do Colégio de Procuradores de Justiça (CPJ) nº 2/2020, vai acontecer no dia 17 de abril, no prédio-sede do Ministério Público Estadual de Alagoas.


Continua depois da Publicidade

Tal eleição é prevista no § 2º do art. 8º da Lei Complementar Estadual nº 15 de 22 de novembro de 1996. Os três membros mais votados, obedecida a ordem decrescente de votação, não computados os votos em branco e os nulos, resolvidos os empates pela antiguidade na instância, na carreira, no serviço público e, finalmente, pela idade, preferindo-se os mais antigos, que podem ser promotores e/ou procuradores de justiça, terão seus nomes encaminhados ao governador do estado, que é a autoridade que vai escolher quem comandará os destinos do Ministério Público, por dois anos, a partir de 2 de janeiro de 2021.

Para disputar o cargo, a candidatura à lista tríplice depende de requerimento do interessado, que deverá ser encaminhado à Comissão Eleitoral, devendo ser publicada a relação dos elegíveis até quinze dias antes do pleito, pelo Colégio de Procuradores de Justiça.

E a Comissão Eleitoral já está escolhida. Ela será presidida pelo procurador-geral de justiça em exercício, Sérgio Jucá, e pelos promotores de justiça Isaac Sandes Dias Luciano Romero da Matta Monteiro e Almir José Crescêncio (que está na condição de suplente).

Fonte: Ascom MP-AL


Publicidade

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com