Sua pesquisa

Impactos dos Jogos de Azar na Economia Brasileira

Cidades Economia

Impactos dos Jogos de Azar na Economia Brasileira

Compartilhar

Continua depois da Publicidade

Os jogos de azar no Brasil, permanecem proibidos e apoiados apenas em um único argumento, os dogmas religiosos que levaram a sua proibição, em 1946, pelo então presidente. O militar Eurico Gaspar Dutra, que, na ocasião, argumentou que o jogo é degradante para o ser humano.

Desde então a chamada “bancada evangélica” sempre foi um ponto difícil de se convencer, sobre a liberação dos jogos e os benefícios que estes proporcionariam a economia brasileira como um todo.

Atualmente, chegamos ao ponto onde o governo está prestes a aprovar uma regulamentação para os jogos de azar no país, que visa principalmente o aquecimento econômico que a modalidade pode criar.

Diversos setores da economia apreciam a liberação e regulamentação dos jogos de azar, não só por conta do impacto econômico, mas também baseado na atual ordem jurídica brasileira, onde a invocação aos “bons costumes” não tem mais valor.

No atual Projeto de Lei, que está prestes a ser votado, a liberação dos jogos ocorreria de maneira controlada, apenas dentro do ambiente de hotéis e resorts, voltados quase que exclusivamente para os turistas. Logo, o turismo tende a ser o mais impactado com a liberação e regulamentação, algo que é considerado um dos pontos fracos economicamente.

Atualmente, os brasileiros interessados em jogos de azar optam em realizar turismo fora do território nacional, seja em cruzeiros, ou em países vizinhos, como Uruguai, Argentina e México. Estas nações não atraem somente os turistas brasileiros, como do mundo inteiro, que associam as belezas naturais e o clima tropical, com o entretenimento promovido por cassinos, bingos e casas de apostas.

O turismo do país possui atualmente números semelhantes a países em conflitos, como o Irã, e tem menos turistas que a vizinha Argentina, ou até mesmo que o Museu do Louvre, uma única atração da capital francesa.


Publicidade

Com a liberação, uma série de empresas gigantes do setor devem ingressar nas apostas físicas, como o betboo, que já está bem estabelecido online e planeja essa migração para estabelecimentos físicos em território nacional assim que for feita a regulamentação. Ou seja, quanto mais empresas migrarem das plataformas online, maior será o rendimento em impostos para os cofres públicos.

Além do crescimento do turismo, tais empresas também criariam, de maneira direta, uma série de empregos, que geram oportunidades para que ocorra uma diminuição significativa no número de desempregados.

A simples instalação dos jogos de azar, criariam oportunidade de emprego em locais como construção civil, paisagismo, arquitetura, segurança privada, gerenciamento de sistemas, dentre outras.

Além das oportunidades diretas, uma série de setores se beneficiariam, já que a presença de turistas tende a aquecer a economia do local, seja em lojas, restaurantes ou em outros serviços que atraem os visitantes.

A união também irá recolher parte do lucro dessas empresas com uma série de taxas e impostos, que seriam direcionados a outros setores que são considerados carentes economicamente, como saúde ou educação.

Outro ponto importante para o governo seria a arrecadação de moeda estrangeira em território nacional, já que o Brasil é considerado um país promove a exportação de riquezas, e alavanca a economia de outros países, mas, em contrapartida, não arrecada tanto capital estrangeiro quanto deveria.

Com a liberação dos jogos de maneira controlada em resorts e hotéis, caso ocorra um impacto extremamente positivo, o governo também deve optar pela liberação indiscriminada, para fazer com que o Brasil possa voltar a ter ambientes como cassinos e bingos.

Da redação do 40graus em Maceió com imagens de ilustração.


Continua depois da Publicidade

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com