Pesquisa

Petroleiros aderem à paralisação contra cortes na educação

Geral

Petroleiros aderem à paralisação contra cortes na educação

Compartilhe
Petroleiros da Unidade de Tratamento de Gás de Caraguatatuba fizeram paralisação

Petroleiros da Unidade de Tratamento de Gás de Caraguatatuba fizeram paralisação
THALES STADLER/ABCDIGIPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Petroleiros aderiram às manifestações contra os cortes do governo no orçamento da educação, que acontecem em todo o País. No Estado de São Paulo, empregados das refinarias Replan e Recap atrasaram em cerca de duas horas o início da jornada de trabalho pela manhã, informou o Sindicato dos Petroleiros Unificados de São Paulo (Sindipetro Unificado-SP). O movimento não teve efeito na produção.


Continua depois da Publicidade

“Os sindicatos da Federação Única dos Petroleiros (FUP) promoveram mobilizações em todo País, em protesto ao corte de investimentos na educação, à precarização das instituições públicas de ensino, à reforma da Previdência e às tentativas do governo de privatizar a Petrobras”, afirmou o Sindipetro Unificado-SP em comunicado oficial.

As manifestações nas entradas da Replan e da Recap contaram com a participação de trabalhadores próprios e terceirizados da estatal, além de professores e representantes de outras categorias, segundo o sindicato.

A Petrobras, por meio de sua assessoria de imprensa, respondeu que “não houve paralisação ou qualquer impacto na produção das refinarias da Petrobras nesta quarta-feira”.

Source: R7


Continua depois da Publicidade

Tags:

Você também vai curtir

Faça um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *