Notícia

Ministro do STF revoga prisão domiciliar da irmã de Aécio

Andréa foi presa em maio, por determinação do STF

Andréa foi presa em maio, por determinação do STF
Daniel Teobaldo/Futura Press/Folhapress – 24.5.2017
Envolvida no escândalo que agitou a carreira 
política do irmão, Aécio Neves, a empresária Andréa Neves poderá agora voltar a andar na rua em liberdade. Ela estava em prisão domiciliar, com tornozeleira 
eletrônica, desde 20 de junho, mas a medida foi revogada no último dia 2 pelo ministro do STF Marco Aurélio Mello. A decisão foi publicada nesta quinta-feira 
(7).


A decisão vale também para o primo do senador, Frederico Pacheco, e para Mendherson Souza Lima, ex-assessor do senador Zezé Perrella. Todos são réus no 
mesmo processo de corrupção passiva. 


O ministro minimizou a gravidade do crime ao conceder liberdade aos três. "Conforme ressaltado, tem-se medidas a revelarem 
constrições projetadas no tempo, incluindo o recolhimento domiciliar, o qual ganha contornos de prisão mitigada. A par desse dado, verifica-se que a denúncia,
 quanto aos requerentes, ficou restrita à corrupção passiva em coautoria", sustentou Marco Aurélio.

 

fonte: R7

We cannot display this gallery