Notícia

Inter empata com o Oeste e garante retorno à Série A

Colorado jogou com pouca inspiração, mas conseguiu o 0 a 0 fora de casa para subir Crédito: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação CP

O Inter voltou a jogar mal, nesta terça-feira na Arena Barueri, mas conseguiu o empate que precisava. Ao empatar com o Oeste, garantiu matematicamente a subida para a Séria A do Brasileirão. Missão cumprida, com pouca inspiração, mas finalmente encerrando o drama da segunda divisão.

Com o resultado, a equipe colorada alcança os 65 pontos e não pode mais ser superado dentro do G4 da Série B. Está na vice-liderança, a dois pontos do América-MG. O Oeste vai a 58 pontos e dependerá de resultados paralelos para ir além do sexto lugar e tentar subir. Na próxima rodada, o Colorado enfrenta o Goiás, sábado no Serra Dourada. A equipe de Barueri encara o laterna ABC.

O primeiro tempo foi de pouca inspiração, com o Inter tendo mais iniciativa, mas sem gerar chances claras de gol. O Oeste apostou nos contra-ataques e, por duas vezes, levou a melhor sobre a zaga. Danilo, contudo, estava atento para afastar.

Colorado cria pouco e leva susto

Logo no primeiro lance, Pottker foi lançado na direita e centralizou para a área. A zaga tirou parcialmente. Na sobra, Cláudio Winck tentou o chute de longe, mas mandou sobre o gol.

Depois de circular muito a bola e arriscar de longe, três vezes, com Camilo sempre estampando a defesa, foi a vez do Colorado sofrer um susto. Aos 19, Danielzinho driblou três marcadores, pediu a tabela com Venick e foi lançado na área. Quando o gol se apresentava, Léo Ortiz despachou para onde estava virado, evitando o chute.

Cinco minutos depois, Pottker é que experimentou de longe. Ele recebeu na direita, cortou para o meio e mandou com efeito. A bola fez bela curva, mas passou perto do ângulo esquerdo, sem entrar.

A zaga de Léo Ortiz e Thales seguiu pouco confiável. Aos 35 minutos, Danielzinho foi lançado nas costas da defesa e ficaria à feição para abrir o placar. Mas surgiu Danilo Fernandes feito líbero para chutar para fora.

Inter volta apático e segurando empate

Faltou inspiração no primeiro tempo, depois do intervalo a atuação colorada foi ainda mais apática. E logo aos dois minutos, o Oeste voltou a assustar. Wilson Mathias foi lançado na área, desviou de cabeça. A bola bateu em Leo Ortiz e foi contra a meta, mas Danilo Fernandes estava atento para catar firme

O Inter teve a chance na bola parada aos sete. Camilo tentou a cobrança forte e carimbou a barreira. Sobrou rebote e ele chutou de novo, mas voltou a acertar os jogadores da defesa.

Depois disso, a equipe colorada apostou algum tempo em bolas longas, que foram afastadas pela defesa do Oeste. Aos 22 minutos, foi novamente os donos da casa que se aproximaram do gol. Mazinho levantou na área, Danielzinho desviou no segundo pau. Na hora do chute, Léo Ortiz conseguiu tirar para escanteio.

Chance do Inter, só com chute de fora da área. Edenilson tentou uma vez, a bola ia entrar no canto direito, mas Rodolfo fez a defesa. Odair Hellmann fez mudanças, com Carlos no lugar de Sasha e Charles substituindo Gutierrez, mas a situação não melhorou.

A partida foi se arrastando até os minutos finais, com Nico López ainda entrando no lugar de Pottker. Já nos acréscimos, Léo Ortiz colocou a mão na bola e gerou falta perigosa para o Oeste. Mazinho levantou na área e Danilo tirou de soco. No contragolpe, Nico passou por dois marcadores e serviu Carlos na meia-lua. O atacante ajeitou o corpo e chutou colocado, mas mandou para fora. Ficou no 0 a 0, mas um resultado histórico que devolve o Inter para a elite do futebol brasileiro.

Brasileirão Série B – 26ª rodada

Oeste 0

Rodolfo; Daniel Borges, Joilson, Leandro Amaro e William Cordeiro; Wilson Matias, André Vinicius (Lídio), Mazinho e Velicka (Robert); Raphael Luz e Danielzinho (Jheimy). Técnico: Roberto Cavalo.

Inter 0

Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Léo Ortiz, Thales e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson, Felipe Gutiérrez (Charles) e Camilo; William Pottker (Nico López) e Eduardo Sasha (Carlos). Técnico: Odair Hellmann.

Cartões amarelos: André Vinicius, Lídio (O); Thales, Camilo (I).

Arbitragem: Pericles Bassols Pegado Cortez, auxiliado por Clovis Amaral da Silva e Marcelino Castro de Nazare (trio do Pernambuco).

Local: Arena Barueri-SP.

fonte: R7 Esportes

We cannot display this gallery