Suspeito de ordenar ataque a ônibus é transferido de presídio em Maceió - 40graus

Suspeito de ordenar ataque a ônibus é transferido de presídio em Maceió


03/12/18 às 19:43

Redação

Após o ataque a um ônibus coletivo, na noite do último sábado (1), no bairro do Clima Bom, em Maceió, a Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) transferiu um detento suspeito de ter ordenado a ação. A informação é do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindapen). A entidade aponta que a transferência se deu na mesma noite do ataque, sendo até agora a única realizada pela direção do sistema prisional do sábado até a tarde dessa segunda-feira (3).

De acordo com o Sindapen, o presidiário, que seria ligado a uma facção paulista, estava na Penitenciária de Segurança Máxima (PSM 2) e foi transferido para o Presídio de Segurança Máxima (PSM 1).  As duas unidades ficam dentro do complexo prisional, localizadas na Cidade Universitária, na parte alta de Maceió.

O sindicato aponta que o motivo da troca de unidade seria porque no PSM 1, para onde o preso foi transferido após o ataque, não há energia elétrica nas celas, somente refletores externos para iluminação e, assim, os presos não têm como carregar os aparelhos celulares usados para mandar mensagens e/ou fazer ligações.

O ataque ao ônibus coletivo seria uma retaliação dos detentos após a suspensão das visitas no último fim de semana, consequência de uma paralisação dos agentes penitenciários. Os agentes pressionam o governo pelo pagamento da bolsa-qualificação, que depende do envio e aprovação na Assembleia Legislativa.

Questionada, a Seris não confirmou nem negou a informação. Segundo a assessoria da Secretaria, o órgão está colaborando com as investigações da Polícia Civil e está tratando a situação no âmbito interno.” O Serviço de Inteligência da SERIS está apurando toda a situação e repassando as informações e fazendo os devidos encaminhamentos para Polícia Civil elucidar o caso”, informou por meio de nota.

Negociação

O presidente do Sindapen, Kleyton Anderson, informou que o secretário Marcos Sérgio, titular da Seris, ligou hoje para o vice-presidente do sindicato e disse que o governo deve enviar até o fim desta tarde o projeto que assegura a bolsa qualificação dos servidores.

Com a novidade, Kleyton Anderson disse que vai conversar com a categoria e acredita que não haja nova paralisação. Entretanto, o sindicalista pontuou que esta é a mais urgente das demandas, mas, não a única. Ele frisa que é preciso que o Estado realize o prometido concurso para a categoria e pague o vale alimentação.

Fonte: Gazeta de Alagoas

O Leitor Comenta

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com